Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/28838
Título: Poder Marítimo: Breves Considerações.
Orientador(es): Machado, Roberto Loiola
Autor(es): Diniz, Renato Ramos
Palavras-chave: Poder Marítimo
Poder naval
Transporte marítimo
Estratégia naval
Estratégia militar
Data do documento: 2010
Editor: Escola de Guerra Naval
Descrição: O Estado brasileiro, desde o seu descobrimento até os dias atuais, teve e tem no mar, seja pelos seus caminhos ou pelas suas riquezas, uma de suas maiores bases de desenvolvimento. Seria natural que o seu povo tivesse uma consciência marítima muito desenvolvida, porém, tal fato, ainda não é totalmente verdadeiro. A grande maioria da sociedade brasileira vê o mar somente como uma opção de lazer e não tem a clara noção de sua extensão, importância comercial, potencial econômico e também da cobiça que paira sobre ele. Conceitos como Amazônia Azul, ainda, são desconhecidos da grande maioria da população. O transporte marítimo representa perto de 97% do volume das exportações e algo em torno 86% das importações, portanto, é vital para o fortalecimento de nossa Balança Comercial, além de possibilitar a geração de receitas na Balança de Serviço e de ser estratégico aos interesses nacionais. Ademais, uma das maiores riquezas recentemente descoberta no país, o Pré-Sal, esta no mar. Por toda esta importância é que o Poder Marítimo deve ser conhecido, discutido e ser considerado como um dos valores nacionais. As coisas do mar são complexas, no mesmo expoente de sua grandeza, e o conhecimento de seus desafios é que determinará a dimensão das ações a serem adotadas. Assim, trazer à superfície a nossa intrínseca maritimidade é a linha de base do desenvolvimento de uma adequada Mentalidade Marítima.
Abstract: The Brazilian nation, since its discovery until today, had and has at the sea one of its largest bases of development, either by their paths or their riches. Would be natural that people would have had very developed maritime conscience. However, this fact is not totally true. The vast majority of Brazilian society, sees sea only as an option for leisure time. And don’t have idea of this extension, commercial importance, economical potential and also the greed that hang over it. Concepts as Amazônia Azul, are still unknown for the most of the population. Maritime Transport represents over than 97% of the exportation volume and something about 86% of the importation. So, is vital for the strengthening of our trade balance, besides allowing the generation of revenue on the balance of service and be strategic to the national interests. Also, one of the bigger riches recently found in this country, the Pré-Sal, is on the sea.For all this importance, the SeaPower must be known, discussed and be considered as one of the national values. Things of the sea are complex, the same exponent of his greatness and the knowledge of its challenges will determine the dimension of the actions to be adopted. Thus, bring to the surface our intrinsic maritimidade is the base line of the development of a maritime mentality.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/000007/00000744.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/28838
Aparece nas coleções:Assuntos Marítimos: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso
Operações Navais: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
00000744.pdf339,73 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.