Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/29697
Título: O comando e controle nas operações conjuntas em situações de conflito e de não guerra: crítica e perspectivas à luz da Estratégia Nacional de Defesa.
Orientador(es): Souza, Antonio J. Neves de
Autor(es): Corrêa, Paulo César Demby
Palavras-chave: Marinha do Brasil
Poder naval - Brasil
Estratégia militar
Processo decisório
Data do documento: 2010
Editor: Escola de Guerra Naval
Descrição: O mundo do século XXI caracteriza-se por sua crescente complexidade, velocidade e volatilidade. As “novas ameaças”, como o terrorismo, as armas de destruição em massa ou os delitos transnacionais, suscitam inquietações diante da pulverização das fronteiras e, por conseguinte, tornam fluidas as distinções clássicas entre segurança interna e externa dos Estados. Os choques de interesses entre os atores, segundo uma visão prospectiva, atingem proporções inimagináveis na história das civilizações, gerando cenários difusos e incertezas quanto ao futuro. Diante dessa evidência, as ferramentas de comando e controle agregaram inestimável valor ao processo de tomada de decisão, por interpretar o complexo tabuleiro político-estratégico do mundo presente, mitigando as incertezas e ponderando as possíveis consequências de tais decisões. O Brasil não ficou avesso a tais impactos. A criação do Ministério da Defesa, a subsequente inserção dos três comandos de Força em sua estrutura orgânica e a concepção do comando e controle elegeu a interoperabilidade como um dos seus pilares mais avultantes. Desde então, a atividade de comando e controle tem se revelado de substancial importância para a condução dos conflitos, o que pode ser evidenciado pela experiência auferida das operações conjuntas, realizadas desde então. A filosofia de tal ferramenta é possibilitar que o ciclo decisório das Forças seja completado a uma velocidade superior àquele de potenciais contendores, assegurando maior probabilidade de êxito em conflitos. Também em operações de não guerra, essenciais para o confronto às novas ameaças em cenários complexos, os instrumentos de comando e controle são importantes no sentido de possibilitar a adequada coordenação entre as forças militares e as organizações não governamentais envolvidas, ainda que àquelas não caiba o efetivo exercício de controle das ações em andamento. Consoante o exposto, o presente trabalho tem por propósito analisar a estrutura de comando e controle empregada em situações de conflito, tendo por base as operações conjuntas realizadas com a participação dos meios operativos das três Forças. Também serão analisados os imperativos e as particularidades do emprego do arranjo em operações de não guerra, assim como sua imprescindibilidade diante dos cenários complexos do presente. Por fim, pretende-se realizar uma análise perspectiva que aponte quais os eventuais caminhos a seguir pelo comando e controle no âmbito das forças armadas, particularizando quais medidas seriam aplicáveis à Marinha do Brasil, como uma forma de contribuição ao incremento do seu exercício.
Abstract: The world of the twenty-first century is distinguished by its growing complexity, speed and volatility. "New Threats" such as terrorism, weapons of mass destruction and transnational crimes, raise concerns in face of the crossing borders and therefore make fluid classical distinctions between internal and external security of States. The clashes of interests among actors, according to a prospective point of view, reach skeptical proportions in the history of civilization, generating fuzzy scenarios and uncertainty about the future. Given this evidence, command and control tools added inestimable value to the process of decision making, by expounding the complex political-strategic chessboard of the current world, by mitigating the uncertainties and by weighing the possible consequences of their decisions. Brazil has not stayed averse to such impacts. The foundation of the Ministry of Defense, the subsequent insertion of the three Military Force Commands beneath its organic structure and the concept of command and control have brought the umbrella of interoperability as one of its most looming pillars. Since then, the activity of command and control has attested to be of great importance for the conduct of conflicts, which can be highlighted by the earned experience from joint operations which have been taking place since then. The philosophy of this tool is to allow the decision cycle of its forces to be completed with a speed in excess of that of potential adversaries, ensuring a higher probability of success in conflict. Also, in military operations other than war, of great importance when wrestling against new threats in complex scenarios, command and control tools are essential in order to allow proper coordination between military forces and non-governmental organizations involved, notwithstanding the employment of those forces, the effective exercise control of actions in progress will not remain with them. According to the above, this work intends to analyze the frame of command and control used in conflict situations, based on joint operations which involved operational assets of the three Forces. It will also consider the requirements and features of military resources in military operations other than war, and its indispensability in face of present complex scenarios. By the end, it intends to carry out a background that aims at the likely paths to be followed by command and control within the armed forces, assigning which measures would be applied to the Brazilian Navy, as a way to contribute to the improvement of its workout.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/000007/000007d7.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/29697
Aparece nas coleções:Estudos Militares: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso
Operações Navais: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000007d7.pdf5,42 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.