Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/451329
Título: A necessidade de criação de um centro de operações marítimas: um centro de comando e controle dedicado aos espaços marítimos de interesse para o Brasil.
Orientador(es): Pompeu, Luis F.N.
Autor(es): Ferraz, Armando de Moura
Palavras-chave: Navegação
H3 - POLÍTICA E ESTRATÉGICA (DGPM-305)
Operações Marítimas
Data do documento: 2014
Editor: Escola de Guerra Naval
Descrição: O presente trabalho apresenta a complexidade envolvida no monitoramento e no controle dos espaços marítimos de interesse estratégico para o Brasil e conclui ser desnecessária a criação de um Centro de Operações Marítimas como organização militar dedicada às atividades citadas. Atenta às orientações contidas na Estratégia Nacional de Defesa, a Marinha do Brasil busca desenvolver o Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz), que contribuirá significativamente para o monitoramento e o controle desses espaços e contará com o Sistema Naval de Comando e Controle (SISNC2) como importante sistema legado. Desenvolvê-lo encontra sua justificativa, na medida em que a crescente complexidade das crises e dos conflitos modernos bem como a necessidade de obtenção de vantagens decisivas nas operações militares,torna o processo decisório cada vez mais dependente de sistemas baseados em Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC). No entanto, considerando as dimensões da área envolvida e a complexidade das tarefas vislumbradas, torna-se necessário apresentar a teoria e a aplicação do Comando e Controle (C2)baseado em TIC, particularmente em relação aos processos de tomada de decisão que garantam aos comandantes envolvidos a execução dos ciclos de C2, com rapidez, precisão e oportunidade. Após apresentar outras soluções adotadas, sugere-se ao final do trabalho que cada Comando de Distrito Naval, comandos de área distribuídos pelo território nacional, amplie a estrutura dos seus centros de C2 de forma a permitir o adequado monitoramento das suas áreas de responsabilidade,hoje limitado à salvaguardada vida no mar e ao acompanhamento do tráfego marítimo.
Abstract: This present work presents the complexity involved in the monitoring and control of maritime areas of strategic interest to Brazil and concludes that it is unnecessary to create aMaritime Operations Centre as a military organization dedicated to the activities mentioned.Aware of the guidelines contained in the National Defense Strategy, Brazilian Navyseeks to develop the Management System of the Blue Amazon (SisGAAz), which significantly contribute to the monitoring and control of these spaces and will feature the Naval Command and Control System (SISNC2) as important legacy system.Developingit finds its justification in theincreasing complexity of modern crises and conflicts,and the need to achieve decisive advantages in military operations make the decision-making process increasingly dependent on Information Technology and Communications (ITC) systems. However, considering the size of the area involved and the complexity ofthe envisioned tasks, it is necessary to also consider the application of C2based on ITC, particularly in relation to decision-making processes to ensure that the commanders involved executecycles of C2, with speed, accuracy and timeliness. After presenting other solutions adopted, it is suggested at the end thateach Naval District Command, area commands throughout the national territory.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00000e/00000e75.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/451329
Aparece nas coleções:Hidrografia e Navegação: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Cursos
Operações Navais: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
00000e75.pdf1,73 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.