Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/451341
Título: Guerra cibernética: está a MB preparada para enfrentá-la ?.
Orientador(es): Roth, Luiz Carlos de Carvalho
Autor(es): Nunes, Luiz Artur Rodrigues
Palavras-chave: Meio ambiente - dicionários
Recursos naturais e energia
Ciberespaço
Guerra cibernética
Marinha - Brasil
Data do documento: 2010
Editor: Escola de Guerra Naval
Descrição: O mundo digital de hoje, capaz de reunir, distribuir ou compartilhar informações em quantidades cada vez maiores e tempos menores, encurtou distâncias e permitiu maior fluidez nas relações pessoais, bem como nas relações entre diversas organizações. Os grandes sistemas que gerenciam uma miríade de dados e transações das mais diversas formas de interação eletrônica disponíveis ao homem moderno estão, de algum modo, ao alcance de todos por meio da Internet. O avanço tecnológico que gerou oportunidade de crescimento e desenvolvimento se apresentou, ao mesmo tempo, como uma vulnerabilidade nos tempos atuais. A sociedade, que se tornou cada vez mais dependente desse mundo “on-line”, passou a viver diuturnamente sob a ameaça de um ataque cibernético, que pode se dar com os mais diversos fins, como o roubo de dados ou a corrupção de sistemas, entre outros. Para trazer mais incerteza a este cenário, as formas e métodos de ataque cibernético evoluem em ritmo acelerado, na mesma razão em que evolui a tecnologia de sistemas digitais. Infelizmente, essa vulnerabilidade foi vislumbrada por outros grupos como uma janela de oportunidade. Hoje já não se vive apenas sob ameaça do cibercrime. Grupos de menor poder militar, sejam Estados ou outros organismos, compreenderam o grande valor assimétrico proporcionado por um ataque cibernético. O mundo passa a conviver com a sombra do ciberterrorismo e, no caso dos Estados, com a possibilidade de hostilidades no ciberespaço, ou seja, uma Guerra Cibernética, a qual lança desafios e impõe transformações. A Marinha do Brasil, como uma das primeiras instituições nacionais a fazer uso da Tecnologia da Informação, possui diversos sistemas, tanto administrativos quanto operativos, que podem ser alvo de um ataque cibernético. Destarte, o presente trabalho realiza uma análise sobre a Guerra Cibernética e propõe uma base doutrinária para seu emprego operacional. Ademais, realiza uma análise de como a Marinha do Brasil está estruturada para enfrentá-la e sugere uma série de medidas para aperfeiçoar sua capacidade em relação às novas ameaças e oportunidades oferecidas pelo ciberespaço.
Abstract: Today's digital world, able to gather, distribute or share information in increasing quantities and faster, shortened distances and allowed fluidity in personal relationships, as well as in various organizations affairs. The large information systems that manage a myriad of data and transactions from the most diverse forms of electronic interaction available to modern man are somehow at the reach of everyone via the Internet. The technological progress that generated growth and development opportunity presented itself, at the same time, as vulnerability. Society, which has become increasingly dependent on this online world, has continuously lived under the threat of a cyber attack, which can be executed with different purposes, such as data theft or systems corruption, among others. To bring more uncertainty in this scenario, the forms and methods of cyber attack evolve at a good pace, in the same ratio as technology of digital systems does. Unfortunately, this vulnerability was envisioned by other groups as a window of opportunity. Today we no longer live under the threat of cybercrime. Groups of smaller military power, whether States or other bodies, understood the great asymmetric value proportioned by a cyber attack. The world now lives in the shadow of cyberterrorism and, in the case of nation States, with the possibility of hostilities in cyberspace, i.e. a cyberwar, which imposes challenges and requires transformations. The Brazilian Navy, as one of the first national institutions using the Information Technology, has various systems, both administrative and operational, which can be the target of a cyber attack. Hence this monograph performs an analysis about cyberwar and proposes a doctrinal basis for its operational employment. In addition, performs an analysis of how the Brazilian Navy is structured to face it and suggests a series of measures to improve its capacity in respect of the new threats and opportunities posed by the cyberspace.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/000006/000006d7.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/451341
Aparece nas coleções:Ciência, Tecnologia e Inovação: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso
Multidisciplinar: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
000006d7.pdf446,36 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.