Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843281
Título: O emprego da Marinha do Brasil na ajuda humanitária: capacidades e limitações
Orientador(es): Martins, Antonio Carlos Rodrigues
Autor(es): Vilela, Fabiano Ferro
Palavras-chave: Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais
J13 - OPERAÇÕES HUMANITÁRIAS (DGPM-305)
Defesa civil Marinha de guerra
Desastres
Operação humanitária
Projeção de força
Data do documento: 2015
Editor: Escola de Guerra Naval (EGN)
Descrição: .
Com o propósito de estudar como a Marinha do Brasil (MB) vem exercendo seu papel na ajuda humanitária, o pr esente trabalho propõe - se a analisa r as atuais capacidades e limitações da participação dessa Força no socorro às vítimas de desastres naturais, seja quando a demanda surge dentro do País, em coo p eraçã o com a Defesa Civil (DC), seja em Operações Humanitári as (OpHum), no exterior. A metodologia utilizada engloba descrição, pesquisa, comparação e análise das informações levantadas e o resultado é uma monografia estruturada em seis capítulos, nos quais s ã o aborda dos: a expectativa de aumento na ocorrência de d esastres naturais e como isso pode impactar a MB ; o arcabouço conceit ual da pesquisa; o papel d os organismos internacionais e regionais enquanto instâncias normatizadoras ; os diplomas legais brasileiros que balizam a conjuntura em que as Forças Armadas, em especial a MB, atuam na ajuda humanitária ; a atuação das marinhas do Brasil, do Reino Unido, dos EUA e do Chile na ajuda humanitária e o embasamento logístico d essa t a refa. A seguir, são apresenta das as capacidades e limitações da MB nessa atua ção e é fei ta u ma análise comparativa entre os principais meios empregados pela MB nessa tarefa e aqueles utilizados p elas outras marinhas . Na conclusão, é demonstrado o posicionamento do autor que, em síntese, concluiu que na medida em que a MB se prepara para empre gar o Poder Naval na defesa do Estado e possui os meios para isso, já está se preparando para agir em momentos de desastres. Assim, o quanto mais capacitada estiver a MB para cumprir suas tarefas básicas, sobretudo a de projetar poder sobre terra, maiores serão suas capacidades para atuar na ajuda humanitária . O autor não pretende esgotar os debates sobre o tema, mas acredita que as sugestões apresentadas servirão para mitigar as limitações visualizadas e, de alguma forma, contribuir com o aprimoramento do emprego da MB em atividades de Cooperação com a DC e nas OpHum.
Abstract: In order to study how the Brazilian Navy (BN) has exercised its role in humanitarian aid , this paper proposes to analyze current capabilities and limitations of the participation of this force i n helping the victims of natural disasters when demand arises in the country, in cooperation with the Civil Defense (CD), or in Humanitarian Operations (HumOp) , abroad. The methodology includes description, search, comparison and analysis of information ob tained and the result is a monograph structured into six chapters , in which are covered: the expected increase in the occurrence of natural disasters and how it can impact the B N ; the conceptual framework of the research; the role of international and regi onal organizations as normalizing instances; Brazilian legislation that guides the conjuncture in which the Armed Forces, especially the B N , acts in humanitarian aid; the acti ons of the navies of Brazil, UK, USA and Chile in humanita rian aid and logistical basis to this task. Afterwards, the capabilities and limitations of BN are presented in this role and is made a comparative analysis between the principal means employed by the BN in this task and those used by the other studied navies. In conclusion, it is shown the position of the author who, in summary, concluded that to the extent that the MB is preparing to employ the Naval Power in the defense of the State and have the resources for that, is already preparing to act in disaster times. Thus, the more capable the MB is to fulfill its basic tasks, especially to project power on earth, the greater their capacity to act in humanitarian aid. The author does not inte nd to exhaust the debates on this issue, but believes that the suggestions will serve to miti gate observed limitations and, somehow, contribute to the improvement of the use of BN in cooperation activities with CD and HumOp.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00000a/00000a17.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843281
Aparece nas coleções:Fuzileiros Navais: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
00000a17.pdf926,74 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.