Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843334
Título: A guerra do Afeganistão: O estudo da campanha centrada em Forças de Operações Especiais do ponto de vista da teoria das interações estratégicas.
Autor(es): Vilas Boas, Maurilo de Souza
Palavras-chave: J12 - OPERAÇÕES ESPECIAIS (DGPM-305)
Operações Especiais Afeganistão
Data do documento: 2013
Editor: Escola de Guerra Naval
Descrição: O fenômeno de grandes Estados sendo derrotados por oponentes mais fracos não representa nenhuma novidade para os estudos militares. Porém, uma pergunta continua na busca por respostas convincentes: porque Estados esmagadoramente mais dotados de todas as ordens de recursos perdem suas contendas para Estados muito mais fracos? Esta pesquisa vai ao encontro daqueles que buscam estas respostas,tendo como propósito responder à seguinte pergunta: o emprego das Forças de Operações Especiais (FOpEsp), na Guerra do Afeganistão, no período de 2001 a 2002, transcorreu de acordo com o modelo teórico de Arreguin-Toft, no que diz respeito aos resultados da interação estratégica entre as forças antagônicas? Respondendo a questão conseguiremos validar a teoria para o estudo e aplicação na realidade selecionada para a pesquisa. E disso podemos tirar a relevância da pesquisa que, acreditamos,tenha o potencial de auxiliar no rearranjo das tarefas e capacitações das FOpEsp da Marinha do Brasil(MB). Usando o apoio da teoria das interações estratégicas confrontamos o emprego das FOpEsp,no conflito e período selecionados,e constatamos que o referido emprego das forças militares não observou o resultado previsto na modelagem teórica,tendo o ator forte, no caso as forças norte-americanas, vencido as forças oponentes. Concluímos ao final a validade do modelo teórico apresentado e a importância desta teoria para a aplicação nos conflitos irregulares. Além disso, constatamos a importância das FOpEsp na guerra irregular, permitindo classificara campanha militar no Afeganistão, no período selecionado,como uma campanha centrada em FOpEsp e, possivelmente, tendo estabelecido a fundação de uma força capaz de enfrentar, de forma eficiente e eficaz, inimigos irregulares.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00000c/00000c9c.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843334
Aparece nas coleções:Fuzileiros Navais: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
00000c9c.pdf688,84 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.