Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843376
Título: Antártica: O potencial aproveitamento de seus recursos naturais e o papel dos países do Cone Sul na proteção dos seus interesses/Juan Rodrigo Solto Herrera ; orientador : José Augusto.
Autor(es): Herrera, Juan Rodrigo Solto
Palavras-chave: 355 22
T10 - GEOPOLÍTICA (DGPM-305)
Geopolítica América do Sul
Data do documento: 2015
Editor: Rio de Janeiro:EGN,
Descrição: Monografia apresentada à Escola de Guerra Naval como requisito para conclusão do Curso de Estado - Maior para Oficiais Superiores.
Inclui bibliografia
A Antártica constitui, hoje em dia, um dos espaços geográficos que maior interesse desperta a nível global. Suas características particulares geram vetores econômicos, científicos e estratégicos que, sob o ponto de vista geopolítico, podem contribuir para que muitos Estados atinjam seus pró prios objetivos. O continente antártico é uma reserva natural, consagrada pela lei internacional como uma zona especial de conservação, dedicada à paz e à ciência. No entanto, no ano 2048, uma revisão do protocolo relativo à proteção de seu meio ambiente, poderia gerar alternativas para a exploração de seus recursos. Esta situação tem gerado um atrativo maior ainda para muitos países fora do entorno geoestratégio antártico, convertendo - se em uma potencial causa de conflito de interesses daqueles atores com os países do Cone Sul. Por meio de pesquisa bibliográfica documental, através de técnicas indiretas, o presente trabalho refere - se à Geopolítica Antártica, expondo, em sua primeira parte, os fatores geopolíticos do continente e os interesses que, neste sen tido, manifestam alguns Estados. Posteriormente expõe - se o estudo de um caso de apoio, a extensão dos limites da Plataforma Continental brasileira , para apresentar um modelo conceitual, que permita propor potenciais alternativas para resguardar os interess es de países sul - americanos frente a uma eventual mudança nas restrições para a exploração de recursos na Antártica. Do estudo realizado, conclui - se que é factível prognosticar conflitos de interesses entre países presentes na Antártica e, por outro lado, permite afirmar que existe um caminho para que países como Chile e Brasil, possam atuar de maneira proativa, conduzindo as atividades que se realizam no continente branco, para um regime que respeite e proteja seus interesses.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/000010/00001048.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843376
Aparece nas coleções:Defesa Nacional: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
00001048.pdf509,91 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.