Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843504
Título: A reedição da doutrina Monroe na estratégia naval da Índia:um estudo dos documentos estratégicos indianos publicados em 2007 e 2015/Carlos Eduardo Ribeiro de Macedo; Orientador: Carlos Uendel Vituriano.
Orientador(es): Vituriano, Carlos Uendel Orientador
Autor(es): Macedo, Carlos Eduardo Ribeiro de
Palavras-chave: 355
T8 - ESTRATÉGIA, ESTRATÉGIA MARÍTIMA E ESTRATÉGIA NAVAL (DGPM-305)
Geopolítica Índico, Oceano
Linhas de comunicação Índia
Data do documento: 2016
Editor: Rio de Janeiro:EGN,
Descrição: Monografia apresentada à Escola de Guerra Naval, como requisito parcial para conclusão do Curso de Estado-Maior para Oficiais Superiores - C-EMOS
O propósito da pesquisa é analisar a estratégia naval da Índia em resposta ao robustecimento geopolítico do Oceano Índico e à presença de atores externos na área marítima que o estado considera sua zona de influência . A relevância do estudo reside, justame nte, no peso dos atores envolvidos, entre os quais a China e os Estados Unidos da América, cujo principal interesse naquele oceano resume - se em sua dependência energética e na necessidade de garantia de suas linhas de comunicação. Para alcançar o propósito , foi realizada pesquisa bibliográfica e documental, apoiada por metodologia descritiva e analítica , para o entendimento dos cenários político indiano e geopolítico da região sulasiática, da evolução material da Marinha da Índia e de sua doutrina, e dos de sdobramentos de tal evolução. A pesquisa focou - se n a última década, quando a Índia finalmente materializou sua estratégia em documentos escritos. Em termos de recursos teóricos, o trabalho apoiou - se na teoria de que a estratégia naval indiana basear - s e - ia numa espécie de reedição da Doutrina Monroe, cara ao pensamento político indiano desde o Primeiro - Ministro Nehru. O estudo da teoria permitiu antecipar que a estratégia indiana estaria, provavelmente, determinada a estabelecer um “poder de polícia” no Oceano Índico. O confronto da teoria com os documentos estratégicos confirmou as esperadas características constabulares, dentre as quais se destacam o alargamento da área de interesse da marinha, com a pretensão de co ntrole de todos os estreitos que acessam aquele oceano, e o incremento material da Marinha da Índia com meios “indianizados” e voltados à capacidade de intervenção. Por fim, concluiu - se que a estratégia naval indiana credencia o estado a rivalizar com a Ch ina pelo controle do Índico . H oje, porém, outra grande preocupação é o potencial de novas ameaças afetarem su as linhas de comunicação bem como projet arem ações em terra, como assim ocorrera em Mumbai, 2008.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/000019/000019e9.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843504
Aparece nas coleções:Defesa Nacional: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
000019e9.pdf1,51 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.