Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843562
Título: Investigação das atividades tripanocida e leishmanicida de macroalgas marinhas/Luana Portella Tavares Santiago; Prof. Dra. Daniela Bueno Sudatti.
Orientador(es): Sudatti, Daniela Bueno.Orient.
Autor(es): Santiago, Luana Portella Tavares.
Palavras-chave: V - CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO (DGPM-305)
V2 - BIOTECNOLOGIA MARINHA (DGPM-305)
Alga marinha
Macroalga
Chagas, Doença de
Leishmaniose.
Data do documento: 2018
Descrição: Dissertação (mestrado) - Programa Associado de Pós-Graduação em Biotecnologia Marinha IEAPM/UFF, Arraial do Cabo, 2018.
Bibliografia: p. 65-77.
A doença de Chagas e as leishmanioses são doenças tropicais negligenciadas (DTN) com importante impacto na saúde públi ca. Os fármacos utilizados para o tratamento dessas doenças têm severos efe itos colaterais e baixa eficácia, levando à busca por novas drogas mais eficazes e se guras para seus tratamentos. Embora as macroalgas marinhas tenham sido reconheci das como fonte de diversas substâncias biologicamente ativas, poucas pesquisas focaram na atividade contra os parasitas causadores dessas doenças, principa lmente no Brasil. No presente estudo, foi realizada uma varredura utilizan do extratos isolados de 48 macroalgas coletadas na Região dos Lagos, no Estado do Ri o de Janeiro, a fim de identificar atividade contra epimastigotas de Trypanosoma cruzi e promastigotas de Leishmania amazonensis . Os extratos foram preparados com uma mistura de diclorometano:metanol (2:1). Na triagem inicial, a viabil idade dos parasitas testados foi avaliada pelo ensaio do MTT. O CI 50 foi determinado por contagem de células em citômetro de fluxo e o CC 50 dos extratos testados em células LLCMK 2 foi avaliado pelo ensaio do MTT. Para determinação do efeito dos extrato s sobre a integridade da membrana plasmática, foi utilizado o marcador iodeto de propídeo. O trabalho testou, pela primeira vez, o efeito tripanocida e leishmanicida de vinte espécies de macroalgas, que nunca foram avaliadas anteriormente . Do total de quinze extratos que inibiram a viabilidade de T. cruzi e quatro de L. amazonensis, as espécies com maior atividade tripanocida e leishmanicida foram Laurencia dendroidea e Canistrocarpus cervicoris, entretando, apresentaram alta citotoxicidade contra células LLCMK 2 . Cinco espécies exibiram efeito inibitório inédito contra T. cruzi : Acanthophora spicifera, Codium intertextum, Codium taylo ri, Dasya ocellata e Plocamium brasiliense . Entretanto, Plocamium brasiliense se mostrou mais promissora por apresentar um dos maiores efeitos inibitórios a gregado à baixa citotoxicidade em células LLCMK 2 . Assim, detaca-se a potencialidade do extrato de Plocamium brasiliense, que deve ser prioridade para caracterização química e realização de novos ensaios biológicos na busca de fármaco s com atividade antiparasitária.
Abstract: The Chagas disease and leishmaniasis are neglected tropical d iseases (NTDs) with a significant impact on public health. The d rugs used to treat these diseases have severe side effects and low efficacy, leading t o the search for new drugs that are more effective and safer for their treatments. Alt hough seaweeds have been recognized as a source of several biologically active compoun ds, few studies have focused on the activity against the parasites that cause t hese diseases, mainly in Brazil. In the present study, a screening was carried out usi ng 48 seaweed collected in the Região dos Lagos, in the State of Rio de Janei ro, in order to identify activity against Trypanosoma cruzi epimastigotes and Leishmania amazonensis promastigotes. The extracts were prepared with a dichloromethan e: methanol (2: 1) mixture. At initial screening, the viability of the trea ted parasites was evaluated by the MTT assay. The IC 50 was determined by flow cytometry a nd the CC50 of the extracts in LLC MK2 cells was evaluated by the MTT assay. To det ermine the effect of the extracts on the integrity of the plasma membrane of the pa rasites, the propidium iodide marker was used. The work tested, for the first time, the t rypanocidal and leishmanicidal effect of twenty species of seaweed, which were never evaluated before. Fifteen seaweed extracts were able to impair the proliferation of T. cruzi , while only four extracts were effective in reducing the growth of L. amazonensis . Laurencia dendroidea and Canistrocarpus cervicoris were the species that presented higher trypanocidal and leishmanicidal activity among the seawee d tested. However, the extracts from these two were high cytotoxicity against LLCMK 2. Five species of seaweed exhibited an unprecedented effect against T. cruzi : Acanthophora spicifera , Codium intertextum , Codium taylori , Dasya ocellata and Plocamium brasiliense . However, Plocamium brasiliense was more promising because it had one of the greatest inhibitory effects among trypanosomatids tested an d low cytotoxicity in LLCMK2 cells. Thus, we highlight the potential of Plocamium brasiliense extract, which should be a priority for chemical characterization and perfo rmance of new biological assays using other developmental forms of T. cruzi and L. amazonenis , are fundamental in the search for new drugs for neglected dise ases.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00001b/00001b84.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843562
Aparece nas coleções:Ciência, Tecnologia e Inovação: Coleção de Dissertações

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
00001b84.pdf2,41 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.