Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/29863
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributorGusmão, Leonardo José Trindade Orientador-
dc.contributor.authorBarros, Ricardo Roma Cardoso de-
dc.date.accessioned2018-02-14T18:58:56Z-
dc.date.available2018-02-14T18:58:56Z-
dc.date.issued2009-
dc.identifier.urihttp://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00000d/00000ddb.pdf-
dc.identifier.urihttp://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/29863-
dc.descriptionEGN:Monografia apresentada à Escola de Guerra Naval, como requisito parcial para conclusão do Curso de Estado-Maior para Oficiais Superiores - C-EMOS.en_US
dc.descriptionO té rmino da Guerra Fria em 1991 encerra o ciclo de domínio do mundo pelas duas grandes potê ncias e nes s e sentido, com o fim d a bipolaridade , o aumento dos conflitos entre os Estados tem se tornado crescente. A cobiça por riquezas é o motivo principal de tantas beligerâncias. Muit as destas riquezas são encontradas no mar, onde não há limites tangíveis e sua exploração requer , em alguns casos , a necessidade de empregar alta tecnologia e adotar um controle exploratório, para que o meio ambiente não seja agredido e nem venha a prejudicar as futuras gerações. O Estado brasileiro possui uma grande extensão litorânea e são encontradas em suas águas jurisdicionais muitas dessas riquezas que ho j e se destaca m no cenário mundial. A ocupação d esta grande porção de massa líquida , detentora de grande fonte de recursos, deve ser feita mostrando a bandeira brasileira e deixando bem claro para aqueles que nela navegam, que estas águas e suas benesses fa zem parte de um Estado bem aparelhado e com um Poder Naval capacitado, esta ocupação é um dos grandes desafios para as autoridades do governo, em especial para a Marinha do Brasil , legítimo representante deste P oder. Nes s e sentido , a Convenção das Nações U nidas sob re o Direito do Mar é utilizada como balizamento jurídico internacional para determinar os limites dos espaços mar ítimos . A sua ratificação pelo E stado brasileiro demonstra quais são suas intenç ões . O levantamento da Plataform a Continental realiza da pel a Marinha, com apoio da Petrobras e da comunidade científica , proporcionou o mapeamento das riquezas oceânicas e o desenvolvimento tecnológico para explorá - la. Faz - se necessário uma análise das regulamentações que a Convenção determina para os estado s costeiro s e de como a Marinha do Brasil está se reestruturando para se fazer presente e atender as demandas provenientes desta Convenção na defesa da soberania das principais riquezas encontrada na costa brasileira, assim como a utilização do mar como fo nte de recursos econômicos , f ace aos novos desafios do século XXI.en_US
dc.publisherRio de Janeiro:EGN,pt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectassuntos militares em geralpt_BR
dc.subjectciência militarpt_BR
dc.subject355pt_BR
dc.titleEmprego do Poder Naval em defesa das riquezas marítimas brasileiras no século XXIpt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
Aparece nas coleções:Defesa Nacional: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso
Estudos Militares: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
00000ddb.pdf223,26 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.