Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/451313
Título: Água de lastro e bioinvasão
Orientador(es): Jesus, Cláudio de
Autor(es): Pereira Filho, Daniel
Palavras-chave: Poluição de água
Poluição hídrica
Poluição marítima
Água de lastro
Data do documento: 2014
Editor: Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA)
Descrição: Uma das maiores ameaças para a conservação da biodiversidade marinha no planeta é a transferência involuntária de organismos aquáticos nocivos e agentes patogênicos através da água de lastro dos navios. As demais ameaças são as fontes terrestres de poluição marinha, exploração excessiva das fontes de vida marinha e a alteração/destruição física do habitat marinho. Pode-se dizer que, em consequência do comércio global, cujos navios mercantes são responsáveis pelo transporte de mais de 80% das commodities mundiais, estima-se que os mesmos, em suas rotas, transfiram cerca de 12 bilhões de toneladas de ÁGUA DE LASTRO anualmente. Infelizmente esta prática vem impondo sérios impactos ambientais, bem como impactos econômicos e à vida humana, isto porque, n o processo de troca (captação e descarga) constante dessa água, cada vez mais organismos aquáticos exóticos nela transportados, e descarregados em diferentes habitats, concorrem acentuadamente para a disseminação de alguns males no mundo todo. Esta monografia tem como objetivo mostrar as consequências das descargas de água de lastro dos navios pelas diversas partes do planeta, podendo conter espécies exóticas e patogênicas, em habitats aquáticos (águas interiores e marítimas), nos quais não haja predadores naturais. Cuida ainda de apresentar a legislação em âmbito nacional e internacional aplicada no controle da água de lastro, enfatizando acerca da gestão da água de lastro e sedimentos em navios.
Abstract: One of the greatest threats to the conservation of marine biodiversity on the planet is the unintended transfer of harmful aquatic organisms and pathogenic agents through ballast water from ships. The other threats are sources of marine pollution land, exploitation of sources of marine life and the amendment/physical destruction marine habitat. May-say that, in consequence of the global trade, whose merchant ships are responsible for the transport of more than 80% of world commodities, it’s estimated that the same, in its routes, transfer about 12 billion tons of BALLAST WATER annually. Unfortunately this practice imposes serious environmental impacts, as well as economic impacts and for human life, because, in the process of the constant water exchange (apperception and unloading), increasingly exotic aquatic organisms it transported, and unloaded in different habitats, compete markedly for the dissemination of some evils in the world. This monograph has for objective to show the consequences of the ballast water discharges from ships by several parts of the planet, which may contain exotic and pathogenic species, into habitats aquatic (internal and maritime waters), in which there is no natural predators. It takes care of, still, to present the legislation in national and international applied in the control of water ballast, emphasizing about the management of ballast water and sediments in ships.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/000003/0000034e.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/451313
Aparece nas coleções:Sem título

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
0000034e.pdf186,74 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.