Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844155
Título: Líquen plano oral: aspectos clínicos e etiopatogênicos
Título(s) alternativo(s): Oral lichen planus: clinical and etiopathogenic aspects
Orientador(es): Werneck, Juliana Tristão
Junior, Arley Silva
Palavras-chave: Q - SAÚDE (DGPM-305)
Q9 - ODONTOLOGIA (DGPM-305)
Líquen Plano Oral
Etiopatogenia
Aspectos Clínicos
Data do documento: 2013
Editor: Revista Naval de Odontologia
Descrição: O Líquen plano é uma doença mucocutânea, caracterizada por um processo inflamatório inespecífico e é considerada como a doença dermatológica mais comum que envolve a mucosa oral. Apresenta-se mais em mulheres entre 30-60 anos de idade. É estimado que 0,5% a 2,0% da população mundial apresente o líquen plano oral (LPO). O índice de transformação maligna mundial é pequeno, menor do que 0,5% e não há meios efetivos de predizer tal evento. Apesar de sua etiopatogenia ainda não ter sido elucidada, acredita-se que ocorra uma resposta imunológica anormal mediada por linfócitos T CD8+ que atacariam os ceratinócitos levando-os à apoptose. Essa resposta seria exarcebada pelo influxo de linfócitos que transmigrariam através da selectina-E presente nos vasos sanguíneos, que também estariam em maior número na doença. Além disso, os linfócitos T CLA+ também poderiam ter uma importância na etiopatogenia da doença. Existem vários padrões de lesões orais sendo a mais comum a forma reticular que é geralmente assintomática e acomete principalmente a mucosa jugal. As formas vermelhas são menos comuns, podem ocasionar mais sintomas, e estão mais associadas a transformação maligna. Os sintomas podem ser tratados de diversas formas, mas podem causar efeitos colaterais. Assim, os pacientes portadores de líquen plano oral necessitam de acompanhamento periódico. O objetivo do presente trabalho é realizar uma revisão da literatura do líquen plano oral com ênfase nos aspectos clínicos e etiopatogênicos.
Abstract: Lichen planus is a mucocutaneous disease, characterized by an unspecific inflammatory process and it is considered the most frequent dermatological disease affecting oral mucosa. It is frequently seen in women between 30-60 years. It is estimated that 0.5% to 2.0% of the world population presents oral lichen planus (OLP). The worldwide malignancy transformation is less than 0.5% and it is not possible to predict such event. Its etiopathogenesis has not been elucidated, however it is believed that an abnormal immune response mediated by CD8+T cells occur and attack the keratinocytes leading to apoptosis. This response would be exacerbated by the transmigration of lymphocytes binding to E-selectin present in the blood vessels, which is in a larger number in this disease. Furthermore, the CLA+T lymphocytes may have a role in the pathogenesis of the disease. There are many patterns of oral lesions, the reticular form is the most common and it is usually asymptomatic. The red patterns are less common, can cause more symptoms, and they are more associated with malignant transformation. The symptoms may be treated by several forms, but side effects may occur. Thus, patients with oral lichen planus require periodic follow up. The aim of this study was oral lichen planus literature review with emphasis on clinical and etiopathogenic aspects.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00001c/00001c77.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844155
Aparece nas coleções:Saúde: Coleção de Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
00001c77.pdf882,63 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.