Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844161
Título: Avaliação "in vitro" da degradação de força das ligaduras modulares de duas diferentes marcas após a esterilização em autoclave
Título(s) alternativo(s): In vitro evaluation of strength degradation of modular bandages of two different brands after sterilízation in autoclave
Orientador(es): Vaz, Letícia Lamblet
Assunção, Paulo Sérgio de
Palavras-chave: Q - SAÚDE (DGPM-305)
Q9 - ODONTOLOGIA (DGPM-305)
Ortodontia
Esterilização
Resistência à tração
Data do documento: 2016
Editor: Revista Naval de Odontologia
Descrição: O objetivo deste estudo "in vitro" foi avaliar a degradação da força em elásticos modulares de duas marcas comerciais após a esterilização em autoclave. Foram utilizadas 240 ligaduras, em três cores diferentes: azul marinho, cinza e cristal. sendo 40 para cada marca e cores Um total de 240 ligaduras foram selecionadas, com 3 cores diferentes de cada uma das duas marcas, sendo 40 de cada cor: Foram criados 2 grupos de 20 entreligaduras das mesmas cores e marca: o grupo controle, dos elásticos que não foram esterilizados, e o grupo que foi esterilizado na autoclave Sercon, em ciclo para materiais termossensíveis (121ºC por 30 minutos sem secagem). Posteriormente, as 240 ligaduras foram submetidas ao ensaio de tração na máquina de ensaio de tração universal EMIC, registrando os valores da força exercida por cada ligadura em cada milímetro de distensão. Elas foram distendidas até 5 mm, com uma velocidade de O,2 polegadas/minuto. Os valores obtidos foram avaliados através da análise estatística: teste de Tukey e análise de variância. Os resultados demonstraram que as ligaduras elásticas sofrem degradação de força após esterilização em autoclave, porém essa degradação não é estatisticamente significante nos 4mm de distensão, sendo viável sua utilização na clínica ortodôntica.
Abstract: The objeticve af this study was to evalute the "in vitro" degradation of the elastic force of modular Eurodonto and American Orthodontics marks after autoclaving. A total of 240 bandas were selected, whith 3 different colors of each of the two marks (navy blue, gray and crystal), 40 of each color. 2 groups were established 20 between the color and brand bandages same: the control group, the elastics which viere no sterilized, and the group which was sterilized in an autoclave Sercon cycle for heat sensitive materials (121C for 30 minutes without drying). Subsequently, 240 bandaqes were submitted to the tensile strength in a universal tensile testing machine EMIC, recording the values of the force exerted by each bandage every ounce of rí?laxatíon. They viere extended up to 5 mm with a speed of O.2 inches / minute. Data were evaluated by statistical analysis Tukey test and analysis of variance. The results showed that the elasti bandages suffer force degdation after autoclaving but thís degradation is not statistícally sígnificant in 4mm distension, so it can be used in orthodontic clinic.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00001c/00001c7f.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844161
Aparece nas coleções:Saúde: Coleção de Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
00001c7f.pdf2,07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.