Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844396
Título: O uso da guerra cibernética em conflitos: as infraestruturas críticas como alvo
Orientador(es): Wadovsk, Rodolfo Castelo Branco
Autor(es): Souto, Luis Sérgio da Costa
Palavras-chave: N3 - GUERRA CIBERNÉTICA
espaço cibernético
Segurança cibernética
Data do documento: 2018
Editor: Escola de Guerra Naval (EGN)
Descrição: A infraestruturas críticas tornaram-se parte integrante do espaço cibernético e desempenham um papel vital no apoio a muitas de nossas atividades diárias. A confiabilidade, o alto desempenho, a operação contínua, a segurança, a manutenção e a proteção dessas infraestruturas críticas são prioridades nacionais para muitos países ao redor do mundo. Ocorre que a guerra cibernética vem impondo uma nova realidade para os teatros de operações militares. Os alvos deixaram de ser somente pessoal e instalações militares. Agora, bancos, usinas nucleares, empresas de telefonia e comunicações, sistemas de transporte e logística, entre outros são alvos em potencial, uma vez que a indisponibilidade continuada de quaisquer desses serviços certamente levaria uma nação ao colapso. O Brasil, objetivando consolidar a sua importância no cenário internacional, definiu os setores-chave vitais que devem ser priorizados: energia, transporte, águas, finanças e telecomunicações. Garantir a proteção e o pleno funcionamento desses ativos estratégicos tornou-se vital para a segurança nacional. Esse trabalho busca analisar a atual situação do setor cibernético no Brasil, identificando aspectos relevantes em relação às ameaças existentes no Espaço Cibernético e propõe a formulação de leis específicas para o setor cibernético que forcem uma melhor comunicação e colaboração entre os controladores de infraestruturas críticas (IEC) e o governo, permitindo assim a interoperabilidade no esforço conjunto em prol da segurança das infraestruturas críticas nacionais.
Abstract: Critical infrastructures have become an integral part of cyberspace and have played a vital role in supporting many daily activities. Reliability, high performance, continuous performance, security, maintenance and protection of such critical infrastructures are national priorities for many countries around the world. It turns out that cyberwar has imposed a new reality for military theaters of operations. Targets are not only military personnel and installations. Nowadays, banks, nuclear companies, telephone and communications companies, transportation and logistics systems, among others, are potential targets, once a continued unavailability of such services would take a nation to collapse. Brazil, aiming to consolidate its importance in the international scenario, defined the key vital sectors that should be prioritized: energy, transportation, water, finance and communications. Ensuring the protection and full functioning of these strategic assets has become vital to national security. This work aims at a nalyzing the current situation of the cyber sector in Brazil, identifying relevant aspects related to existing threats in the cyberspace, and proposes the formulation of specific laws for the cyber sector, which would force a better communication and collaboration between Critical Infrastructures controllers and government, thereby enabling interoperability in a whole effort towards the security of national critical infrastructures
URI: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844396
Aparece nas coleções:Tecnologia da Informação: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
souza.pdf683,44 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.