Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844446
Título: A Política setorial que vincula a Marinha Mercante Brasileira a construção Naval no Brasil
Autor(es): Pinto, Leonardo Pereira
Palavras-chave: H3 - POLÍTICA E ESTRATÉGICA (DGPM-305)
Construção naval - Brasil
Data do documento: 2018
Editor: Escola de Guerra Naval (EGN)
Descrição: Com mais de 80% do comércio mundial por volume e mais de 70% do seu valor sendo transportado via transporte marítimo, através dos portos ao longo do mundo, a importância do transporte marítimo no comércio mundial não pode ser subestimada. Dessa forma, o transporte marítimo internacional continua sendo o modal mais importante no comércio mundial. Neste aspecto, a marinha mercante nacional é um setor de natureza estratégica para o Brasil, garantindo o funcionamento do comércio exterior do país e influenciando a competitividade das exportações brasileiras. A política setorial brasileira para o desenvolvimento e fortalecimento da marinha mercante sempre esteve umbilicalmente ligado ao setor da indústria de construção naval, setor este, que historicamente vive de períodos cíclicos de altas e de baixas. Neste trabalho, analisa-se a política setorial que vincula a marinha mercante brasileira ao setor de construção naval no Brasil, com o propósito de verificar se a política adotada é benéfica ou não para a nossa marinha mercante. Desta forma, primeiramente é realizado um levantamento histórico da formação da marinha mercante brasileira e também da construção naval no Brasil. A partir desse levantamento tem-se um melhor entendimento do porquê da nossa frota mercante atual ser incipiente, apesar do vasto litoral marítimo e de possuirmos a 8ª maior economia mundial. Em seguida, é feito um levantamento das políticas adotadas que vinculam a marinha mercante ao setor de construção naval no Brasil. Enquanto a indústria de construção naval é uma indústria de bens de capital, a marinha mercante é uma indústria de serviços, desta forma, apesar de se tratarem de segmentos distintos, a estratégia de desenvolvimento de ambas são atreladas. Posteriormente, são levantados os entraves existentes aos setores da marinha mercante e de construção naval no Brasil, de modo a se entender as dificuldades que ambos os setores têm em se firmar de forma sólida e é realizada uma análise do problema encontrado na vinculação do crescimento da marinha mercante brasileira ao setor de construção naval no Brasil. Se ambos os segmentos possuem objetivos distintos, devem eles possuírem políticas definidas de forma independente?
Abstract: With more than 80% of world trade by volume and more than 70% of its value being transported via shipping through ports throughout the world, the importance of maritime transport in world trade can not be underestimated. In this way, international shipping continues to be the most important mode in world trade. In this aspect, the national merchant marine is a sector of strategic nature for Brazil, guaranteeing the functioning of the country's foreign trade and influencing the competitiveness of Brazilian exports. The Brazilian sectoral policy for the development and strengthening of the merchant navy has always been umbilically linked to the sector of the shipbuilding industry, this sector, which historically lives from cyclical periods of ups and downs. This paper analyzes the sectoral policy that links the Brazilian merchant marine to the shipbuilding sector in Brazil, with the purpose of verifying whether the policy adopted is beneficial or not for our merchant navy. In this way, a historical survey of the formation of the Brazilian merchant navy and of shipbuilding in Brazil is carried out first. From this survey we have a better understanding of why our current merchant fleet is incipient, in spite of the vast coastline and of having the 8th largest economy in the world. Next, a survey is made of the policies adopted that link the merchant marine to the shipbuilding sector in Brazil. While the shipbuilding industry is a capital goods industry, the merchant marine is a service industry, thus, although they are distinct segments, the development strategy of both are linked. Subsequently, the existing obstacles to the merchant navy and shipbuilding sectors in Brazil are raised, in order to understand the difficulties that both sectors have in establishing themselves in a solid way, and an analysis of the problem found in linking the growth of Brazilian merchant marine to the shipbuilding sector in Brazil. If both segments have distinct objectives, should they have independently defined policies?
URI: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844446
Aparece nas coleções:Estudos Militares: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
LEONARDO PINTO.pdf668,09 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.