Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844628
Título: A evolução do terrorismo islâmico no século XXI: da Al-Qaeda ao Daesh
Orientador(es): Moura, José Augusto Abreu de
Autor(es): Gabriel, Carlos Eduardo Luz
Palavras-chave: 18 - RELAÇÕES INTERNACIONAIS
Al-Qaeda (organização terrorista)
IS (Organização).
Qaida OrganizaçãoTerrorismo Internacional
Terrorismo Internacional
Terrorismo - Oriente Médio
Data do documento: 2018
Editor: Escola de Guerra Naval - EGN
Descrição: As organizações terroristas Al-Qaeda e a autointitulada Estado Islâmico conquistaram espaço territorial em países do Oriente Médio, principalmente no Iraque e na Síria, devido ao seu apelo ideológico e questões conjunturais nesses territórios que vêm sendo criadas há algumas décadas. Essa pesquisa analisa o processo de formação dessas duas organizações, desde a composição inicial da Al-Qaeda até a formação do “Califado” pelo Estado Islâmico, que se originou do braço iraquiano da Al-Qaeda. A importância desse trabalho se relaciona ao fato de que tais movimentos extremistas apresentavam-se cada dia mais desafiadores à paz e à segurança internacional e seus ensinamentos tornaram-se mais dogmáticos, conquistado adeptos em várias partes do mundo. Quais fatores teriam contribuído para o protagonismo da Al-Qaeda e do Estado Islâmico como organizações terroristas islâmicas no Século XXI? Para responder à essa questão central, foram utilizados o método de abordagem dedutivo e comparado e a técnica de observação indireta, por meio da pesquisa bibliográfica. Como base teórica, foram utilizadas as Teorias das Relações Internacionais que tratam dos fenômenos relativos à ação humana que transcende o espaço geopolítico dos Estados. Ao analisar o desenvolvimento e mobilização de tais agrupamentos, o estudo conclui que os fatores que possibilitaram o fortalecimento dessas organizações terroristas e a transição da Al Qaeda para o Daesh foi a evolução da conjuntura política no Oriente Médio desfavorável ao Estado do Iraque, após 1990.
Abstract: The terrorist organizations Al-Qaeda and the self-styled Islamic state have conquered territorial space in Middle Eastern countries, mainly in Iraq and Syria, due to their ideological appeal and conjunctural issues in those territories that have been created decades ago. This research analyzes the process of formation of these two organizations, from the initial composition of Al-Qaeda to the formation of the "Caliphate" by the Islamic State, which originated from Al-Qaeda's Iraqi arm. The importance of this work is related to the fact that such extremist movements are increasingly challenging international peace and security and their teachings have become more dogmatic and conquered in various parts of the world. What factors would have contributed to the role of Al Qaeda and the Islamic State as Islamic terrorist organizations in the 21st century? In order to answer this central question, the methods of deductive approach and comparative the technique of indirect observation were used, through bibliographical research. As a theoretical basis, International Relations Theories dealing with the phenomena related to human action that transcend the geopolitical space of the States were used. In analyzing the development and mobilization of such clusters, the study concludes that the factors that allowed the strengthening of these terrorist organizations and the transition from Al Qaeda to Daesh was the evolution of the political situation in the Middle East unfavorable to the State of Iraq after 1990
URI: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844628
Aparece nas coleções:Defesa Nacional: Coleção de Dissertações

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
CARLOS EDUARDO LUZ GABRIEL.pdf550,62 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.