logo-ri

Repositório Institucional da Produção Científica da Marinha do Brasil (RI-MB)

Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/845171
Title: O Brasil, os países da Costa Oeste Africana e a segurança marítima do Atlântico Sul: desafios e oportunidades no Golfo da Guiné para a Marinha do Brasil.
Authors: Ozório, Sérgio Blanco
metadata.dc.contributor.advisor: Almeida, Francisco Eduardo Alves de
Keywords: Segurança marítima - Brasil - Golfo da Guiné
Brasil
Estratégia naval
Golfo da Guiné
DGPM knowledge areas: Assuntos marítimos e portuários
Planejamento estratégico de defesa
Issue Date: 2020
Publisher: Escola de Guerra Naval (EGN)
Description: A crescente exploração de recursos naturais nos Estados da costa ocidental africana induziu investimentos estrangeiros que impactaram no desenvolvimento das atividades marítimas naquela porção do oceano Atlântico. Na região do Golfo da Guiné, as ameaças à segurança marítima observadas, com destaque à pirataria, atraíam a atenção da comunidade internacional, que passou a elaborar estratégias visando instaurar a “Boa Ordem no Mar”, termo adotado por Geoffrey Till. O conceito de segurança marítima possui diferentes abordagens, incorporando as noções de Maritime Safety e Maritime Security relacionadas às perspectivas e interesses de cada análise. Tais abordagens refletem no conteúdo das estratégias de segurança marítima elaboradas pelos diversos atores para mobilizar suas capacidades em prol da defesa de seus interesses. O Golfo da Guiné está situado no entorno estratégico do Brasil, razão que justifica o interesse da Marinha do Brasil em desenvolver estratégias próprias de atuação na região. Nesse sentido, a análise das diversas estratégias implementadas para a segurança marítima no Golfo da Guiné, em especial de Estados dotados de reconhecido Poder Naval, mas também de Organizações Regionais e internacionais, possibilita a identificação de desafios e oportunidades para aprimoramento da estratégia naval brasileira. Portanto, torna-se relevante identificar nos documentos que condicionam o planejamento estratégico da Marinha do Brasil, os objetivos associados à sua atuação, de maneira a elaborar uma proposição de ação coerente com as capacidades e o interesse nacional. PalavrasA crescente exploração de recursos naturais nos Estados da costa ocidental africana induziu investimentos estrangeiros que impactaram no desenvolvimento das atividades marítimas naquela porção do oceano Atlântico. Na região do Golfo da Guiné, as ameaças à segurança marítima observadas, com destaque à pirataria, atraíam a atenção da comunidade internacional, que passou a elaborar estratégias visando instaurar a “Boa Ordem no Mar”, termo adotado por Geoffrey Till. O conceito de segurança marítima possui diferentes abordagens, incorporando as noções de Maritime Safety e Maritime Security relacionadas às perspectivas e interesses de cada análise. Tais abordagens refletem no conteúdo das estratégias de segurança marítima elaboradas pelos diversos atores para mobilizar suas capacidades em prol da defesa de seus interesses. O Golfo da Guiné está situado no entorno estratégico do Brasil, razão que justifica o interesse da Marinha do Brasil em desenvolver estratégias próprias de atuação na região. Nesse sentido, a análise das diversas estratégias implementadas para a segurança marítima no Golfo da Guiné, em especial de Estados dotados de reconhecido Poder Naval, mas também de Organizações Regionais e internacionais, possibilita a identificação de desafios e oportunidades para aprimoramento da estratégia naval brasileira. Portanto, torna-se relevante identificar nos documentos que condicionam o planejamento estratégico da Marinha do Brasil, os objetivos associados à sua atuação, de maneira a elaborar uma proposição de ação coerente com as capacidades e o interesse nacional. PalavrasA crescente exploração de recursos naturais nos Estados da costa ocidental africana induziu investimentos estrangeiros que impactaram no desenvolvimento das atividades marítimas naquela porção do oceano Atlântico. Na região do Golfo da Guiné, as ameaças à segurança marítima observadas, com destaque à pirataria, atraíam a atenção da comunidade internacional, que passou a elaborar estratégias visando instaurar a “Boa Ordem no Mar”, termo adotado por Geoffrey Till. O conceito de segurança marítima possui diferentes abordagens, incorporando as noções de Maritime Safety e Maritime Security relacionadas às perspectivas e interesses de cada análise. Tais abordagens refletem no conteúdo das estratégias de segurança marítima elaboradas pelos diversos atores para mobilizar suas capacidades em prol da defesa de seus interesses. O Golfo da Guiné está situado no entorno estratégico do Brasil, razão que justifica o interesse da Marinha do Brasil em desenvolver estratégias próprias de atuação na região. Nesse sentido, a análise das diversas estratégias implementadas para a segurança marítima no Golfo da Guiné, em especial de Estados dotados de reconhecido Poder Naval, mas também de Organizações Regionais e internacionais, possibilita a identificação de desafios e oportunidades para aprimoramento da estratégia naval brasileira. Portanto, torna-se relevante identificar nos documentos que condicionam o planejamento estratégico da Marinha do Brasil, os objetivos associados à sua atuação, de maneira a elaborar uma proposição de ação coerente com as capacidades e o interesse nacional
Abstract: The increasing exploitation of natural resources in the States of the West African coast induced foreign investments that impacted the development of maritime activities in that part of the Atlantic Ocean. In the Gulf of Guinea region, the threats to maritime security observed, with emphasis on piracy, attracted the attention of the international community, which began to develop strategies aimed at establishing the “Good Order at Sea”, a term adopted by Geoffrey Till. The concept of maritime security has different approaches, incorporating the concepts of Maritime safety and Maritime security related to the perspectives and interests of each analysis. Such approaches are reflected in the content of maritime security strategies developed by the various actors to mobilize their capacities in order to protect their interests. Brazil includes the Gulf of Guinea inside its strategic interest area, a reason that justifies the interest of the Brazilian Navy in developing its own strategies for operating in the region. In this sense, the analysis of the various strategies implemented for maritime security in the Gulf of Guinea, especially States with recognized Naval Power, but also Regional and international Organizations, makes it possible to identify challenges and opportunities for improving the Brazilian naval strategy. Therefore, it becomes relevant to identify in the documents that condition the Brazilian Navy strategic planning, the objectives associated with its performance, in order to elaborate an action proposal consistent with the national capacities and interest.
Access: Open access
URI: http://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/845171
Type: Bachelor thesis
Appears in Collections:Assuntos Marítimos: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
00000260.pdf1,82 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.