Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844233
Título: Marcadores orgânicos na interface continente-oceano: história deposicional recente na plataforma continental brasileira entre 10ºS e 23ºS
Orientador(es): Baisch, Paulo Roberto Martins
Autor(es): Lobão, Márcio Martins
Palavras-chave: K - HIDROGRAFIA E NAVEGAÇÃO
K7 - OCEANOGRAFIA FÍSICA
Hidrocarbonetos
Plataforma Continental
Brasil
Data do documento: 2019
Editor: Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
Descrição: Os rios são receptores naturais de todo o tipo de substâncias advindas da atividade humana, consistindo de uma importante via de transporte de materiais terrígenos para a zona costeira. Apesar dos efeitos da diagênese sobre a matéria orgânica, os sedimentos depositados na região da sua desembocadura, podem ser utilizados como ferramentas de registro geoquímico, no intuito de determinar a história deposicional de uma dada bacia. Este estudo teve como objetivo investigar, por meio de marcadores orgânicos preservados em colunas sedimentares, a transferência de material via interface continente-oceano nas zonas de influência dos rios Doce, de Contas e São Francisco, de modo a inferir as principais fontes de contribuição natural e antropogênica para essas regiões sob uma perspectiva histórica. O estudo foi desenvolvido com a avaliação de testemunhos obtidos na plataforma continental, associados às regiões das desembocaduras desses rios, comparados entre si e com um testemunho obtido na região de ocorrência da ressurgência do Cabo Frio, sem influência fluvial significativa. A avaliação das amostras se deu por meio de abordagem multi-analítica, envolvendo a análise de isótopos estáveis de carbono e nitrogênio, carbono orgânico total, hidrocarbonetos (alifáticos e aromáticos) e esteróides a fim de inferir a influência natural e antropogênica em cada região em escala decadal. Os resultados indicam que na região da foz do Rio Doce ocorre deposição ativa, obedecendo ao regime de chuvas na região da sua bacia, com aporte continental de material natural e antropogênico. Já os testemunhos obtidos nas regiões das desembocaduras dos rios de Contas e São Francisco indicam a ocorrência de menores contribuições continentais, tanto em decorrência do clima/tamanho da bacia quanto em decorrência de construções ao longo do leito do rio, caso das barragens ao longo do Rio São Francisco, que determinam menor aporte de material terrígeno para a plataforma continental e, com isso, dificultam o estabelecimento de correlação temporal com eventuais aportes antropogênicos em suas bacias. O testemunho obtido na região do Cabo Frio, similarmente aos testemunhos obtidos das regiões dos rios de Contas e São Francisco, não indicou a ocorrência de aportes antropogênicos significativos. Embora esse testemunho tenha sido obtido em uma área pouco favorável para a determinação de compostos orgânicos, foi possível identificar períodos de intrusão mais efetiva da ACAS sobre a plataforma continental por meio das análises de n-alcanos e esteróides.
Abstract: Rivers are natural receptors of all kinds of substances from human activity, consisting of an important transport route of terrigenous materials to the coastal zone. Despite the effects of diagenesis on organic matter, the sediments deposited in the region of its mouth can be used as tools of geochemical recording, in order to determine the depositional history of a given basin. The objective of this study was investigate, using organic markers preserved in sediment cores, the transfer of material through the continent-ocean interface in the zones influenced by Doce, Contas and São Francisco rivers, in order to infer the main sources of natural and anthropogenic inputs to these regions from a historical perspective. This study was carried out with the evaluation of cores recovered in the continental shelf, associated with each river mouth regions, compared with a core recovered from the Cabo Frio upwelling region, without any significant fluvial influence. Evaluation of the samples was done through a multi-analytical approach, involving the analysis of carbon and nitrogen stable isotopes, total organic carbon, hydrocarbons (aliphatic and aromatic) and steroids in order to infer the natural and anthropogenic influence in each region in a decadal scale. The results indicate that off the mouth of the Doce River occurs active sediment deposition, following the raining seasons in the region of its basin, with continental input of natural and anthropogenic material. On the other hand, the evidence obtained in the regions off the mouths of Contas and São Francisco rivers indicates the occurrence of lower continental inputs, as a result of the climate/size of the basin as well as the constructions along the river bed (case of the dams along São Francisco River), which determine lower input of terrigenous material to the continental shelf and, therefore, make it difficult to establish a temporal correlation with eventual anthropogenic contributions in its basins. The core obtained off Cabo Frio upwelling region, similarly with Contas and São Francisco cores, didn’t indicate occurrence of significant anthropogenic contributions. Although this core was obtained in an unfavorable area for organic compounds, it was possible to identify periods of more effective SACW intrusions over continental shelf area, using nalkanes and steroids results.
URI: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844233
Aparece nas coleções:Hidrografia e Navegação: Coleção de Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese CF Marcio Lobao.pdf21,95 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons