logo-ri

Repositório Institucional da Produção Científica da Marinha do Brasil (RI-MB)

Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844721
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMelo Junior, Ubirajara Gonçalves-
dc.contributor.authorCampbell, Daniel-
dc.contributor.authorXavier, Fabio Contrera-
dc.contributor.authorSilveira, Nilce Gomes-
dc.contributor.authorVersiani, Leonardo Leão-
dc.contributor.authorRodrigues, Marcelo Tardelli-
dc.contributor.authorCumplido, Rodrigo-
dc.contributor.authorKassuga, Alexandre-
dc.contributor.authorFagundes Netto, Eduardo Barros-
dc.contributor.authorWorkshop da Pós-Graduação em Ciências Ambientais Costeiras, 001., 2018, Arraial do Cabo (RJ)-
dc.date.accessioned2020-07-28T19:36:10Z-
dc.date.available2020-07-28T19:36:10Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844721-
dc.descriptionOs primeiros estudos acústicos por táxons, no ambiente marinho, tiveram início nos anos 90, impulsionados principalmente por pesquisas relacionadas a mamíferos marinhos. Os estudos envolvendo os invertebrados são considerados escassos, ainda que as publicações tenham duplicado nas últimas décadas. Dentre os bivalves, apenas as espécies Pecten maximus, Crassostrea virginica e Mytilus edulis foram abordadas em estudos acústicos. O mexilhão Perna perna é encontrado em todo litoral brasileiro, sendo especialmente abundante do Espírito Santo a Santa Catarina. Essa espécie apresenta grande importância para os ambientes em que habita, estruturando a comunidade em costões rochosos, contribuindo para o aumento da diversidade. Além de apresentar características desejadas para a aquicultura, como rápido crescimento e resistência a variações no parâmetro físico-químicos da água. O presente estudo define um método para a caracterização da assinatura acústica do mexilhão Perna perna e analisa as variações dos componentes do som em relação a mudanças na densidade populacional e nas classes de tamanho. Para o desenvolvimento do estudo, é utilizado um equipamento para atenuar as interferências de fontes sonoras externas (isolamento acústico). Em seu interior há um aquário, no qual são inseridos os mexilhões e um hidrofone responsável por capturar os sons produzidos. Para fazer a caracterização da assinatura acústica de cada pulso. Nas análises das variações dos componentes do sinal acústicos, as gravações são realizadas em diferentes densidades populacionais e em classes de tamanhos distintas. Nas avaliações em relação a densidade populacional são adotados cinco tratamentos com números de indivíduos distintos e classes de tamanhos iguais. Enquanto nas análises de classes de tamanho há três tratamentos com classes de tamanhos diferentes e mesma densidade populacional. Para as análises no domínio do tempo são considerados o número de pulsos por minuto, bem como os intervalos entre eles. Parâmetros físicos-químicos da água como a temperatura, a salinidade e o pH devem ser fixados para estabelecer condições ambientais semelhantes para cada gravação. O método desenvolvido visa gerar subsídios para o desenvolvimento de medidas para análise do impacto antropogênico, novos métodos para monitoramento de bivalves e recuperação de ambientes degradados.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherInstituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologiapt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectBivalve (Molusco)pt_BR
dc.titleMétodo de caracterização acústica do mexilhão Perna pernapt_BR
dc.typejournalArticlept_BR
dc.location.countryBrasilpt_BR
dc.subject.dgpmCiência, Tecnologia e Inovação-
Appears in Collections:Ciência, Tecnologia e Inovação: Coleção de Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
doc03075820200728160318.pdf196,98 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.