logo-ri

Repositório Institucional da Produção Científica da Marinha do Brasil (RI-MB)

Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/845715
Title: Infraestrutura aquaviária: falta de normas de planejamento e impactos
Authors: Ferreira, Silvio Fernando
metadata.dc.contributor.advisor: Martins, Caetano Tepedino
Keywords: Transporte aquaviário - Infraestrutura
Portos - Legislação - Brasil
Defesa Nacional – Brasil
Normas técnicas
DGPM knowledge areas: Engenharia Naval
Issue Date: 2020
Publisher: Escola Superior de Guerra (ESG)
Description: Esta monografia aborda a infraestrutura aquaviária, relacionando-a ao desempenho econômico e apresentando-a como necessária ao desenvolvimento do país e a sua defesa. O objetivo do estudo é verificar e analisar como a ausência de normas técnicas nacionais, relativas ao planejamento aquaviário, impactam o setor no Brasil, bem como sugerir ações que possam trazer maior agilidade ao planejamento e aprovação de novos projetos, de modo a facilitar o desenvolvimento do setor, diminuir o chamado “custo Brasil” e melhorar a eficiência e competitividade de nossos portos. Examinando o caso específico dos Estados Unidos da América, o estudo verifica como o assunto está relacionado com a Defesa Nacional. A metodologia adotada englobou uma pesquisa bibliográfica e documental, bem como utilizou entrevistas, buscando referenciais complementares a experiência do autor como Oficial da Marinha do Brasil e Capitão dos Portos. A evolução do setor foi analisada por meio de um panorama histórico, limitado ao período posterior ao início do século XIX. A pesquisa analisou a legislação e as normas brasileiras para, em seguida, verificar o referencial técnico brasileiro e sua evolução. A última parte da investigação analisou a situação dos países que possuem um referencial técnico próprio, com o fito de melhor compreender os benefícios de assim proceder. O estudo aponta que a infraestrutura aquaviária, ao menos desde o século XIX, tem sido foco da atenção de muitos estados, que vêm se utilizando da mesma para impulsionar suas economias e gerar desenvolvimento. A rápida evolução dos navios e do comércio marítimo, a partir do início do século XIX, levou à necessidade da troca de experiências sobre infraestrutura portuária, ocasionando o surgimento da Associação Mundial de Infraestrutura de Transporte Aquaviário, que até os dias atuais é referência no assunto. A conclusão indica que a infraestrutura aquaviária tem relação com a defesa nacional; indica ainda que o setor portuário, apesar de não impactado pela falta de normas nacionais, teria muito a ganhar com a existência das mesmas.
Abstract: This monograph addresses the waterway infrastructure, relating it to economic performance and the technology necessary for the country's development and defense. The objective of the study is to verify and analyze how national technical norms, related to waterway planning, impact the sector in Brazil, as well as to suggest actions that can bring greater agility to the planning and approval of new projects, in order to facilitate the development of the sector, decrease the so-called “Brazil cost” and improve efficiency and serve our ports. Examining the specific case of the United States of America, the study verifies how the issue is related to National Defense. The methodology adopted included a bibliographical and documentary research, as well as using, seeking complementary references to the author's experience as an Officer of the Brazilian Navy and former Captain of the Ports. The evolution of the sector was analyzed through a historical panorama, limited to the period after the beginning of the 19th century. The research analyzed the Brazilian legislation and norms to then check the Brazilian technical framework and its evolution. The last part of the investigation analyzed the situation of countries that have their own technical framework, with the aim of better understanding the benefits of doing so. The study points out that waterway infrastructure, at least since the 19th century, has been the focus of attention for many states, which is used in the same way to boost their economies and generate development. The rapid evolution of ships and maritime trade, from the beginning of the 19th century, led to the need to exchange experiences on port infrastructure, leading to the emergence of the World Association of Water Transport Infrastructure, which until today is a reference in the subject. The conclusion indicates that the waterway infrastructure is related to national defense; it also indicates that the port sector, despite not being impacted by the lack of national standards, would have much to gain from their existence.
Access: Open access
URI: https://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/845715
https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1198
Type: Bachelor thesis
Appears in Collections:Engenharia Naval: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SILVIO_FERNANDO_FERREIRA.pdf1,41 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.