logo-ri

Repositório Institucional da Produção Científica da Marinha do Brasil (RI-MB)

Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/846275
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorXavier, Alexandre Tito dos Santospt_BR
dc.contributor.authorPimentel, Bruno Luis Ferreira-
dc.date.accessioned2023-07-17T13:40:42Z-
dc.date.available2023-07-17T13:40:42Z-
dc.date.issued2022-
dc.identifier.urihttps://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/846275-
dc.descriptionO recente protagonismo da República Popular da China (RPC) no cenário internacional tem raízes nas transformações iniciadas por Deng Xiaoping na década de 1980, quando reorientou a nação para um modelo de desenvolvimento nacional que elegia o comércio marítimo como elemento chave. Observamos, ao longo desta pesquisa, um período de transição do seu Poder Naval que busca acompanhar as novas diretrizes políticas desde a década de 1980 até a atualidade. Os dias atuais revelam sua marinha com uma postura segura e assertiva no Mar do Sul da China (MSC), região de destacada relevância geopolítica e econômica. Assim, visando melhor interpretar o pensamento naval chinês, decorrente do desenvolvimento do Poder Nacional e alinhado com as diretrizes políticas da RPC, o objetivo desta pesquisa foi verificar se a estratégia naval chinesa no Século XXI é baseada na estratégia naval clássica Mahaniana, destacando as similaridades e singularidades entre ambas, assim como analisar se essa primeira possui identificação com o conceito de Anti-Access/Area-Denial (A2/AD). Para alcançar o objetivo, foi realizada uma pesquisa bibliográfica e documental. O trabalho apoiou-se nos fundamentos do pensamento estratégico de Alfred Tayer Mahan e sua visão sobre o desenvolvimento do Poder Marítimo, analisando a influência do MSC na evolução da estratégia naval chinesa no Século XXI, sendo necessário para isso recorrer ao início do período de transição, a década de 1980. Outrossim, destacamos a utilização do modelo teórico de Sam J.Tangredi que define os elementos fundamentais da estratégia A2/AD, permitindo a comparação com a estratégia naval chinesa buscando pontos de aderência.pt_BR
dc.descriptionApresentado à Escola de Guerra Naval, como requisito parcial para a conclusão do Curso de Estado Maior para Oficiais Superiores (C-EMOS 2022)-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherEscola de Guerra Naval (EGN)pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectEstratégia Navalpt_BR
dc.subjectAnti-Acess/Area-Denialpt_BR
dc.subjectRepública Popular da Chinapt_BR
dc.titleA estratégia naval da China no século XXI:uma tendência Mahaniana ou a adoção do conceito A2/AD?pt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.subject.dgpmEstratégia, estratégia marítima e estratégia navalpt_BR
Appears in Collections:Defesa Nacional: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CEMOS2022_BRUNO_LUIS.pdf990,5 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.