logo-ri

Repositório Institucional da Produção Científica da Marinha do Brasil (RI-MB)

Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/846314
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAntreich, Felix Dieterpt_BR
dc.contributor.authorCarvalho, Antônio Pedro Santos Dias de-
dc.date.accessioned2023-08-10T19:02:42Z-
dc.date.available2023-08-10T19:02:42Z-
dc.date.issued2023-
dc.identifier.citationCARVALHO, Antônio Pedro Santos Dias de. Mitigação de efeito spoofing em GNSS na pré-correlação. 2023. 68 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação) - Instituto Tecnológico de Aeronáutica, São José dos Campos, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttps://www.repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/846314-
dc.descriptionO GNSS (Global Navigation Satellite System) pode ser utilizado em aplicações militares e civis para fornecer posicionamento contínuo, seguro e confiável, velocidade e serviços de medição e cronometragem para usuários que necessitam de serviços de navegação, localização, serviços financeiros e de distribuição de energia. A utilização desse sistema exige estimativa confiável de posição e um grande risco para essa estimativa de posição é a chamada ameaça spoofing (falsificação). Um spoofer pode fabricar sinais falsos para induzir um receptor GNSS a estimar uma posição errada para seu usuário. Ao contrário do jamming, que visa interromper os sinais GNSS, os spoofers são tecnicamente mais elaborados. Ao replicar os sinais GNSS, um spoofer pode enganar o receptor fazendo-o pensar que está em outro local naquele momento e diferentemente do jamming, o usuário não o detecta facilmente. Muitas pesquisas abordam a detecção e mitigação de spoofing considerando várias técnicas e estratégias distintas. Neste trabalho será apresentada uma abordagem de mitigação de spoofing na pré-correlação considerando um sistema com vários sensores. Esta abordagem é independente dos sinais GNSS ou constelação considerados, seja considerando serviços abertos ou para militares autorizados. É assumido neste trabalho um receptor integrado solto onde o subsistema anti-spoofing está processando sinais do arranjo de antenas e então passa um sinal livre de spoofing para o receptor GNSS conectado. Assim, o receptor GNSS é considerado de última geração, sem características específicas. A detecção de spoofing na estimativa de direção de chegada (azimute e elevação), a subsequente atenuação do spoofing por filtragem espacial e a continuação do serviço dos satélites será discutida. Essa abordagem pode ser considerada uma abordagem adaptativa cega, pois nem as características do sinal nem os DOA’s dos sinais são conhecidos antecipadamente pelo receptor. Assume-se um receptor estático com 7 sensores e um atacante/spoofer estático com 1 antena transmissora.pt_BR
dc.description.abstractGNSS (Global Navigation Satellite System) can be used in both military and civil applications to provide continuous, safe and reliable positioning, speed and measurement and timing services for users who need navigation services location, financial services and energy distribution. Using this system requires reliable position estimation and a major risk to this position estimation is the so-called threat of spoofing. A spoofer can fabricate false signals to trick a GNSS receiver into estimating the wrong position for the user. Unlike jamming, which aims to interrupt GNSS signals, spoofers are technically more elaborate. By replicating GNSS signals, a spoofer can trick the receiver into thinking it is somewhere else at that time and unlike jamming, the user does not easily detect it. Much research addresses spoofing detection and mitigation considering several different techniques and strategies. In this work, we present a pre-correlation spoofing mitigation approach considering a system with several sensors. This approach is independent of the considered GNSS signals or constellation, either considering open or authorized services. In this work, we assume a loose integrated receiver where the anti-spoofing sub-system is processing signals of the antenna array and then passes a spoofing-free signal to the connected GNSS receiver. Thus, the GNSS receiver is considered a state-of-the-art with no specific features. The spoofing detection based on the direction of arrival (azimuth and elevation) estimation, the subsequent spoofing mitigation by spatial filtering and the continued reception and processing of the GPS satellites will be discussed. This approach can be considered a so-called blind adaptive approach, as neither the signal characteristics nor the DOAs of the signals are known by the receiver in advance. A static receiver with 7 sensors and a static attacker/spoofer with 1 receiver antenna is assumed.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherInstituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA)pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectSpoofingpt_BR
dc.subjectMitigaçãopt_BR
dc.subjectPré-correlaçãopt_BR
dc.subjectSistemas de navegação por satélitespt_BR
dc.subjectProcessamento de sinaispt_BR
dc.titleMitigação de Efeito Spoofing em GNSS na pré-correlaçãopt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.subject.dgpmGuerra eletrônicapt_BR
Appears in Collections:Operações Navais: Coleção de Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Antonio_Pedro-Carvalho.pdf4,16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.