Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844721
Título: Método de caracterização acústica do mexilhão Perna perna
Autor(es): Melo Junior, Ubirajara Gonçalves
Campbell, Daniel
Xavier, Fabio Contrera
Silveira, Nilce Gomes
Versiani, Leonardo Leão
Rodrigues, Marcelo Tardelli
Cumplido, Rodrigo
Kassuga, Alexandre
Fagundes Netto, Eduardo Barros
Workshop da Pós-Graduação em Ciências Ambientais Costeiras, 001., 2018, Arraial do Cabo (RJ)
Palavras-chave: V – CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
V1 - ACÚSTICA SUBMARINA
BIVALVE (MOLUSCO)
Data do documento: 2018
Editor: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia
Descrição: Os primeiros estudos acústicos por táxons, no ambiente marinho, tiveram início nos anos 90, impulsionados principalmente por pesquisas relacionadas a mamíferos marinhos. Os estudos envolvendo os invertebrados são considerados escassos, ainda que as publicações tenham duplicado nas últimas décadas. Dentre os bivalves, apenas as espécies Pecten maximus, Crassostrea virginica e Mytilus edulis foram abordadas em estudos acústicos. O mexilhão Perna perna é encontrado em todo litoral brasileiro, sendo especialmente abundante do Espírito Santo a Santa Catarina. Essa espécie apresenta grande importância para os ambientes em que habita, estruturando a comunidade em costões rochosos, contribuindo para o aumento da diversidade. Além de apresentar características desejadas para a aquicultura, como rápido crescimento e resistência a variações no parâmetro físico-químicos da água. O presente estudo define um método para a caracterização da assinatura acústica do mexilhão Perna perna e analisa as variações dos componentes do som em relação a mudanças na densidade populacional e nas classes de tamanho. Para o desenvolvimento do estudo, é utilizado um equipamento para atenuar as interferências de fontes sonoras externas (isolamento acústico). Em seu interior há um aquário, no qual são inseridos os mexilhões e um hidrofone responsável por capturar os sons produzidos. Para fazer a caracterização da assinatura acústica de cada pulso. Nas análises das variações dos componentes do sinal acústicos, as gravações são realizadas em diferentes densidades populacionais e em classes de tamanhos distintas. Nas avaliações em relação a densidade populacional são adotados cinco tratamentos com números de indivíduos distintos e classes de tamanhos iguais. Enquanto nas análises de classes de tamanho há três tratamentos com classes de tamanhos diferentes e mesma densidade populacional. Para as análises no domínio do tempo são considerados o número de pulsos por minuto, bem como os intervalos entre eles. Parâmetros físicos-químicos da água como a temperatura, a salinidade e o pH devem ser fixados para estabelecer condições ambientais semelhantes para cada gravação. O método desenvolvido visa gerar subsídios para o desenvolvimento de medidas para análise do impacto antropogênico, novos métodos para monitoramento de bivalves e recuperação de ambientes degradados.
URI: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/844721
Aparece nas coleções:Ciência, Tecnologia e Inovação: Coleção de Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
doc03075820200728160318.pdf196,98 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.